Família doa quadro de 45 anos para o memorial do Clube Indaiá

 

Família Matos com o quadro doado para o memorial do Clube Indaiá e com a foto da professora Irany. Foto: Gleiber Nascimento Família Matos com o quadro doado para o memorial do Clube Indaiá e com a foto da professora Irany. Foto: Gleiber Nascimento

O memorial Francisco "Kinho" Chamorro, do Clube Indaiá, recebeu a doação de um quadro pintado no ano de 1974, que pertencia à família do sócio contribuinte Algacir Pereira de Matos (in memoriam). A obra foi doada pela esposa Odete Batista de Matos e filhos.

Segundo a família, o quadro foi um presente do Indaiá para Algacir, como um agradecimento por todo o trabalho e contribuição dedicados nos primeiros anos do clube.

Na época em que a pintura foi feita, o Indaiá tinha apenas sete anos e contava com um quadro reduzido de associados. Estava sob a presidência de Lúmen Gonçalves Filho, que assumiu a gestão no ano anterior, permanecendo até o ano seguinte.

Segundo Odete, o clube teve um papel muito importante para a família. "Esse quadro foi pintado quando nossos filhos eram pequenos e frequentavam muito o Clube Indaiá. Meu falecido marido levava as crianças lá, principalmente para pescar. Eu não ia com tanta frequência, era mais para levar elas para tomar banho na piscina infantil enquanto eu ficava admirando a paisagem na sombra das árvores", explicou.

Assinada pelo artista M. Hollender, a aquarela retrata a área central do clube, onde hoje funciona a lateral da cantina. "Brinquei muito carnaval aí... o Bloco dos Sakudos ‘deitava e rolava’. Lembro que lá tinha uma catraca, pois era a nossa entrada para a cantina e para a festa. Esse local marcou a vida de muita gente proporcionando muita diversão", lembrou David Garcez, um dos filhos.

Ilma de Matos Fernandes, outra filha do casal, lembra da existência de outra pintura. "Tinha um outro quadro, mas não o encontramos. Ele retratava nosso pai num barco enquanto pescava no lago. Ele gostava muito de fazer isso e levava a gente junto. É uma das lembranças mais fortes que tenho da nossa infância com ele", destacou.

Com o chimarrão que faz questão de tomar todo dia com os filhos, Odete segura a obra de M. Hollender. Foto: Gleiber Nascimento Com o chimarrão que faz questão de tomar todo dia com os filhos, Odete segura a obra de M. Hollender. Foto: Gleiber Nascimento

Além de David e Ilma, dona Odete e Alcagir tiveram outros quatro filhos: Rene Batista de Matos, Maria Tereza Batista de Matos, Irany Batista de Matos (in memoriam) e Ilton Batista de Matos (in memoriam). Irany era professora e foi homenageada pelo Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) da Vila Cachoeirinha, que recebeu seu nome.

O Memorial

Reinaugurado em 8 de julho de 2017, ano do cinquentenário do Indaiá, o Memorial Francisco "Kinho" Chamorro abriga a galeria de ex-presidentes e o acervo histórico do clube.

Entre os objetos estão troféus de competições esportivas, publicações de jornais, fotografias, uma coleção de camisetas do Indareta, quadros, painéis e outros.

Grande parte foi doada pelos próprios sócios, com o objetivo de preservar e expor a história do clube. Quem tiver algum objeto ligado a história do Indaiá e tiver interesse em doar para o Memorial pode entrar em contato com a secretaria do clube, no número 3426 4777.

Assessoria de Imprensa

Seja o primeiro a comentar!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.